NOTÍCIAS

05/12/2018 00h 00min

Empresários do Centro Norte Fluminense são os mais otimistas do estado do Rio

De acordo com a Firjan, setor industrial aposta no mercado de exportações para driblar a crise

Por: Firjan - Assessoria de Imprensa

O Centro-Norte Fluminense concentra os empresários mais otimistas do estado do Rio. É o que revela a nova edição da série produzida pela Firjan 'Retratos Regionais: Cenário Econômico', divulgada nesta quarta-feira 5 de dezembro. Segundo a última pesquisa disponível, realizada em setembro, a produção da indústria local cresceu frente ao mês anterior. Com isso, o Centro-Norte e o Centro-Sul fluminenses foram as únicas com resultado positivo nesse indicador, demarcando a recuperação econômica e a retomada da atividade industrial superior as demais regiões.
 
Nesse cenário, a expectativa positiva dos industriais - a frente, inclusive, da média nacional - é puxada pelo mercado de exportação. O destaque ficou com o segmento de vestuário e acessórios. ''Esse segmento que tem papel importante na economia regional, principalmente na produção de lingerie e moda fitness com vocação exportadora'', assinala o presidente da Firjan na Região Centro-Norte Fluminense, Carlos Eduardo de Lima. O empresário explica que empresas que investem em exportação tem mais flexibilidade em momentos de crise, quando a demanda interna ainda está baixa.
 
Com esperança de crescimento significativo nas exportações, a indústria deve comprar mais matéria-prima e prevê estabilidade no número de funcionários. O único ponto em que a região aparece pessimista no estudo é quanto aos investimentos. O que, segundo a analista de Estudos Econômicos da Firjan, Júlia Pestana, é natural tendo em vista os cenários estadual e nacional. ''Em um primeiro momento as empresas começam a retomar o ritmo da produção e proporcionalmente utilizar mais de sua capacidade instalada, e à medida que vão percebendo que estão conseguindo escoar a produção decidem por aumentar essa capacidade com novos investimentos. Outro fator importante é a recuperação efetiva da situação financeiras das empresas, que foi afetada pelo longo período de crise dos últimos anos'', explica.
 
Na pesquisa, os empresários apontam como principais entraves para a atividade industrial a elevada carga tributária, a falta de capital de giro e a demanda interna insuficiente. Lista que indica os desafios para os próximos governos, tanto no âmbito federal, como estadual.
 
''É preciso enfatizar a importância das reformas estruturais, principalmente da Previdência, e do papel do ICMS para a competitividade, de modo a criar um ambiente favorável à retomada da atividade e do emprego'', pontua Nayara, lembrando a crise fiscal enfrentada nos três níveis - federal, estaduais e municipais - e o momento de expectativa diante dos novos governos.
 
De acordo com Nayara Freire, analista de Estudos Econômicos da Firjan, o cenário difícil se explica pela situação fiscal do estado, que é das mais graves do país, gerando impactos negativos sobre a segurança pública, a economia, renda, mercado de trabalho e também sobre os demais setores, como o comércio.
 
A nova edição da pesquisa 'Retratos Regionais: Cenário Econômico', com dados econômicos do cenário internacional, do Brasil, estado do Rio e regiões fluminenses, pode ser assistida na íntegra através do Youtube Live. O link de acesso éhttps://goo.gl/ydLXbt .

QUINTA-FEIRA - 13 DEZ 00:00

Mais detalhes

00°

00°

00°

Estação - Alto das Braunes

  • INTENSIDADE

    0 mm/h

  • HOJE

    0.0 mm

  • ONTEM

    0.0 mm

  • MENSAL

    0.0 mm

  • ANUAL

    0.0 mm

  • 000.0 mmHg

UMIDADE 00%

00%

00%

Ops! Perdemos a conexão com nossa estação.
Em breve tudo estará normalizado.

Nova Friburgo Agora no seu site. Clique aqui.

NOVA FRIBURGO AGORA! - 2018 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Tambora Filmes

DESENVOLVIDO POR:

topo